Todos os anos, no segundo sábado de outubro, comemora-se o Dia Mundial de Cuidados Paliativos. Neste ano a data caiu em 12 de Outubro. No hospital, escolhemos o dia 11 para lembrar deste trabalho, realizando atividades com familiares e pacientes.

Cuidado paliativo é uma especialidade multi e interdisciplinar voltada para pessoas que possuem alguma doença que pode ameaçar a vida, e isso inclui doenças crônicas – tão comuns na nossa sociedade, desde o momento que recebem o diagnóstico e buscam o tratamento para a cura. O diferencial é que o cuidado permanece mesmo, se acontecer, após a notícia que a cura não será possível.

O principal objetivo dos cuidados paliativos é proporcionar qualidade de vida ao paciente, em todos os âmbitos que o cercam e além do físico: emocional, espiritual, social, familiar. Como o paciente não deve estar sozinho, esses cuidados precisam se estender também a quem está com ele, cuidadores familiares, leigos ou profissionais, que também se envolvem com as dores do momento.

 

O Núcleo de Cuidados Paliativos do Hospital Nossa Senhora das Graças existe desde abril de 2019. A iniciativa surgiu da percepção dos profissionais frente às necessidades dos pacientes internados junto com suas famílias, em auxiliar no enfrentamento aos diagnósticos e em como lidar com situações não desejadas e sofridas. Talvez não seja possível mudar o curso da doença, mas as pessoas devem receber o suporte necessário individual para seu momento, aliviando o sofrimento que estão sentindo, e devem sentir que não estão sós. Os paliativistas estarão acompanhando, acolhendo e amparando o paciente e os que o cercam em todas as etapas da doença.  Em meio à angústia e incerteza da doença, estamos disponíveis para mudar o olhar do “não há o que fazer” para “há muito o que fazer”. O alívio do sofrimento e auxílio para enxergar que há vida a ser vivida pode ser esse “muito”.

 

Este ano o tema do Dia Mundial de Cuidados Paliativos foi “Meu cuidado, meu direito” e o Núcleo de Cuidados Paliativos do HNSG optou em atividades de atenção ao cuidadores. Durante a semana palavras e frases de sensibilização e humanização foram colocadas nos corredores de algumas alas de internação. O dia 11 iniciou-se com a saída dos cuidadores dos quartos, no seu direito de cuidarem de si. Em meio à grama, sombra de árvores e uma música de fundo, fisioterapeutas fizeram um momento de relaxamento, com alongamento e massagem. Após, os cuidadores participaram de uma roda de conversa conduzida pela psicóloga e assistente social. Finalizando a manhã, cachorrinhos adestrados alegraram e impressionaram a todos com graciosidade e inteligência!

 

Foi um dia muito especial. Enxergamos que isso é necessário e é uma alegria imensa que esse dia tenha acontecido. A motivação é que isso seja apenas um pontapé inicial para que as atividades continuem, se propagando também para a equipe assistencial. Escutamos relatos muito positivos entre os cuidadores, e a roda de conversa é um projeto que tende a acontecer com maior freqüência. Assim, ganham os pacientes por sentirem-se mais confortados, ganham os familiares por terem suporte necessário, ganha a equipe de profissionais pela motivação, ganha a saúde por ter uma atenção diferencial e individual.

© 2016 - Nossa Senhora das Graças