A direção reforçou esta tarde que o Hospital Nossa Senhora das Graças permanece funcionando como retaguarda e, especificamente, para o tratamento de outras doenças, que não sejam causadas pelo novo coronavírus.

Segundo o gerente médico, Glauco Konzen, “estamos focados em atender bem e com segurança às demais doenças e asseguramos à população que no Graças não há paciente internados ou com suspeitas de covid-19”.

Reforça ainda que é importante que as pessoas não deixem de tratar outros sintomas graves ou doenças crônicas, as quais não podem parar o acompanhamento médico. “Há também outras doenças que podem tirar vidas e, nestes casos, não deixaremos de atender no Graças. Mas é claro que cada caso será avaliado antes de qualquer tomada de decisão. A ideia é manter o isolamento social e evitar internações desnecessárias ou grande circulação de pessoas pelo hospital”, reforçou o diretor hospitalar Ricardo Pigatto.

ONCOLOGIA – As consultas na Oncologia do Graças continuam normais. Não há restrições para receber novos pacientes nem para aqueles em sessões de quimioterapia ou em processo de diagnóstico e definição de tratamentos. Os pacientes que precisam comparecer às consultas, podem vir acompanhados, porém, os familiares devem aguardar em ambientes externos a exemplo do amplo pátio do hospital. Nos próximos dias serão abertas e informadas as agendas de revisão. Ainda segundo a direção, o setor tem mantido seu ritmo de atendimento sem nenhuma restrição, porém com todos os cuidados de evitar aglomerações e fluxo desnecessário de pessoas.

Dos três Hospitais de Campanha instalados em Canoas, o primeiro, localizado junto à UPA Rio Branco, inicia o atendimento a pacientes com Covid-19 nesta quinta (16). Os outros dois, junto à UPA Boqueirão e do Graças devem também ficarem prontos nos próximos dias. No HU já estão disponíveis 30 leitos de UTI e deverão ser os primeiros a serem ocupados.

© 2016 - Nossa Senhora das Graças